Sobre o FunBEA

O FunBEA é um fundo privado de interesse público, que tem como missão captar e aportar recursos estratégicos para o fomento de ações estruturantes no campo da educação ambiental, em consonância com políticas públicas vinculadas à Política Nacional de Educação Ambiental (PNEA) e demais política do campo socioambientais, voltadas ao enraizamento da educação comprometida com processos radicalmente participativos e sustentáveis e com especial atenção às comunidades de base e aos educadoras/es ambientais populares. Tem como premissa fomentar, articular e formar grupos multisetoriais que implementam projetos de mobilização e capacitação nas diferentes temáticas voltadas ao desenvolvimento integrado e sustentável do território.

O fundo atua a partir de três pilares:

  1. Político – promoção, conexão e fortalecimento das Políticas Públicas com a participação da sociedade civil organizada;
  2. Financeiro – fonte de fomento para Educação Ambiental, buscando o controle social por meio de mecanismos de descentralização, redução da burocracia e ampliação da transparência dos recursos e das formas de participação;
  3. Formador – promoção do aprofundamento e da qualificação das ações de Educação para sustentabilidade, aqui entendidas como ações críticas e emancipatórias de ação/intervenção no território.

A iniciativa de criação do FunBEA foi gerada a partir de um grupo de profissionais de universidades como UFSCar, USP, UNICAMP, e de ministérios como o Ministério do Meio Ambiente (MMA) e Ministério da Educação (MEC), assim como de educadoras/es ambientais atuantes em diferentes coletivos, especialmente na RUPEA (Rede Universitária de Programas de EA), o que demonstra seu caráter participativo, democrático e descentralizado, desde sua concepção.

Lançado em setembro de 2010, o FunBEA foi criado com objetivo de atuar em espaços e nichos onde os fundos tradicionais não atuam, de maneira capilarizada, fomentando a gestão territorial sustentável, através de processos de formação, com o estímulo à governança participativa e ao pertencimento aos diferentes territórios.

Sua estrutura está organizada através das seguintes instâncias: Conselho Deliberativo, Conselho Consultivo, Comissão de Finanças e Auditoria, Comitê Executivo, Comissões Técnicas e Secretaria Executiva, sendo a Assembleia Geral o órgão máximo de tomada de decisão. Os conselhos são constituídos por representantes dos 5 segmentos (empresarial, acadêmico, governamental, sociedade civil organizada e da/o cidada/ão em geral)

Tudo o que diz respeito ao fundo é trabalhado como pauta nas instâncias competentes, debatido de maneira transparente e construído coletivamente entre os membros e com documentos previamente elaborados e com eventuais contribuições de outros membros associados.

Conselheiros

PRESIDENTE E VICE PRESIDENTE DO CONSELHO DELIBERATIVO

Maria Henriqueta Andrade Raymundo
Rachel Trajber

Pelo setor acadêmico

Marcos Sorrentino
Luiza Muccillo Bica de Barcellos

Pelo setor não governamental

Miriam Duailibi
Flávia Torreão Corrêa da Silva Thiemann

Pelo setor governamental

Rachel Trajber
Yumi Kawamura Gonçalves

Pelo setor empresarial

Alciana Paulino da Silva Lino
Guilherme Romano Figueiredo

Pelo setor representante dos associados em geral

Edna Ferreira Costa do Sim
Maria Henriqueta Andrade Raymundo

COMISSÃO DE FINANÇA E AUDITORIA

1. Géria Maria Montanar Franco
2. José Oswaldo Soares de Oliveira
3. Evandro Albiach Branco

CONSELHO CONSULTIVO

1. Eda Terezinha de Oliveira Tassara
2. Nelton Friedrich
3. Juscelino Antonio Dourado
4. Haydée Torres de Oliveira
5. Liane Biehl Printes
6. Eliane Dias Camilo
7. Thaís Brianezi
8. Bernardo Arantes do Nascimento Teixeira
9. Thais Ferraresi Pereira
10. Alexandre Rossi
11. Amadeu José Montagnini Logarezzi
12. Claudia Coelho Santos
13. Heitor Queiroz de Medeiros
14. Isabel Cristina de Moura Carvalho
15. João Batista de Albuquerque Figueiredo
16. José Matarezi
17. Maria Rita Avanzi
18. Marilena Loureiro da Silva
19. Moema Libera Viezzer
20. Luiz Ferraro
21. Danilo Santos de Miranda

Estatuto do FunBEA