Sobre Água: o audiovisual ativista em uma das maiores favelas de palafitas do Brasil

Legenda: cerca de 7 mil pessoas vivem sobre as águas poluídas do estuário, invisíveis e às margens da sociedade santista – Imagem: Ed Davies

7 mil pessoas vivem sobre as águas poluídas do estuário

O documentário Sobre Água, 20 minutos, produzido pela Zumbi Filmes com iniciativa e realização do FunBEA – Fundo Brasileiro de Educação Ambiental e apoio do Fundo Estadual de Recursos Hídricos do Estado de São Paulo, faz um mergulho no dia a dia dos moradores da comunidade Caminho da União, onde atualmente cerca de 7 mil pessoas vivem sobre as águas poluídas do estuário, invisíveis e às margens da sociedade santista.  O local faz parte de um conglomerado de favelas, formando um dos maiores complexos de palafitas do Brasil. Na margem destas comunidades, se concentra o maior porto da América Latina.

O filme aborda com poesia a realidade e a dificuldade das pessoas, que vivem sem nenhum tratamento de esgoto e com grande racionamento de água potável. Esse problema, que não é nenhuma novidade no Brasil, se agrava diariamente,  e hoje só na Baixada Santista se contabiliza mais de 300 mil moradores vivendo em áreas irregulares, sem infraestrutura básica.

Ferramenta audiovisual ativista

A ideia do filme, desenvolvido especialmente para fortalecer processos educadores ambientalistas na região,  é também ser uma ferramenta ativista, provocando o espectador para a ação. A Zumbi Filmes em parceria com o FunBEA recebeu o desafio de olhar para a questão do saneamento na Baixada Santista. “É impossível ignorar as comunidades que se formaram sobre as águas do estuário e as condições em que as pessoas vivem no local. Isso precisa ser visto com prioridade e seriedade”, explica Grace Luzzi, produtora do documentário.

A proposta do documentário  não é apenas uma denúncia audiovisual sobre a situação na região. Mas também uma tentativa de dar passos para que se promova um  verdadeiro diálogo da sociedade com as questões socioambientais que perpassam todo o estuário da Baixada Santista.

“Há cerca de 10, 20 anos atrás, a gente tinha 100 moradores com água regularizada, com essa demanda de invasão perdeu-se o controle em relação a isso” explica Marco Antônio de Vasconcelos Ferraz, morador e líder comunitário do Caminho da União.

Seminário 10 anos do FunBEA – Conexões

Para a Webinar que acontece no próximo dia 5 de abril com exibição gratuita pelo Youtube e Facebook do FunBEA, abrindo o Seminário Conexões FunBEA, o filme vai ser o ponto mobilizador para o  financiamento coletivo Ativismo e saneamento básico – enfrentando as desigualdades na comunidade Caminho da União/Santos SP.

Thaís Brianezi, conselheira do FunBEA , jornalista e membro fundadora da Escola de Ativismo, lembra que o registro audiovisual é uma ferramenta importante de mobilização e luta por visibilidade. “O FunBEA agora quer seguir nessa construção junto com a comunidade, cumprindo seu papel de buscar financiamento para pautas e trabalhos socioambientais, desta vez por uma campanha de arrecadação online”, completa ela.

Financiamento Coletivo

O financiamento coletivo tem o objetivo de apoiar o Instituto EcoFaxina, uma das ONGs que atua no local há mais de 10 anos, adquirir uma bicicleta coletora de resíduos, para auxiliar na proposta do projeto Ecobarreiras que será desenvolvido no local com a participação da comunidade, além de apoiar processos e campanhas de mobilização com jovens da comunidade.

#ficaemcasa

A webinar acontece na próxima segunda feira, dia 5 a partir das 19 horas pelo canal do Youtube do FunBEA . 

 

Acesse aqui a PROGRAMAÇÃO COMPLETA 

Inscrições gratuitas, acesse aqui!

 

Inscreva-se em nossa newsletter

https://www.funbea.org.br/#informativos

 

Para falar conosco

[email protected]

www.funbea.org.br

 

Acompanhe nossas redes sociais

Instagram https://www.instagram.com/fundobrasileiroea/

Facebook https://www.facebook.com/funbeabrasil/

Youtube https://www.youtube.com/channel/UCu5JGsQruFdC238S21a2Uug

Deixe um Comentário