O Seminário de lançamento da Plataforma MonitoraEA – Sistema Brasileiro de Monitoramento e Avaliação de Políticas Públicas de Educação Ambiental na transição para Sociedades Sustentáveis acontecerá dia 13 de novembro, em Brasília, na Câmara dos Deputados.

Nos diálogos propostos para o dia, estarão presentes Moema Viezzer, indicada ao prêmio Nobel da Paz em 2005 que receberá uma homenagem especial, Marcos Sorrentino, grande referência na área de Políticas Públicas de Educação Ambiental, deputado federal Nilto Tatto, coordenador da Frente Parlamentar de Meio Ambiente e especialistas das diferentes áreas envolvidos na Plataforma MonitoraEA. O encontro acontecerá em dois momentos. Pela manhã no Congresso Nacional com mesa redonda, apresentação e lançamento da Plataforma e a tarde, na Universidade de Brasília (UnB) tendo nos diálogos e  na mesa redonda a participação de três ex diretores do extinto Departamento de Educação Ambiental do Ministério do Meio Ambiente (DEA/MMA) Marcos Sorrentino, Nilo Diniz e Renata Maranhão. Serão também socializadas as experiências realizadas com a aplicação dos indicadores de monitoramento e avaliação nas 5 regiões do pais. Além disso, haverá o lançamento do livroAvaliação e monitoramento de políticas públicas de educação ambiental no Brasil: transição para sociedades sustentáveis”, fruto do processo de construção do Sistema MonitoraEA, contando com 21 artigos e 23 relatos resumidos de experiências, escritos por  161 autores.

O Sistema Brasileiro de Monitoramento e Avaliação de Políticas Públicas de Educação Ambiental vem sendo construído desde 2015, tem como seus principais componentes 27 indicadores lançados, em Brasília, em dezembro do ano passado. Em 2019 realizamos  processos formativos  nas cinco regiões do País com pessoas que atuam na elaboração e execução de políticas públicas com o objetivo de formar formadores e construir um banco de dados espacializados (piloto) de Políticas Públicas de Educação Ambiental (PPEA) executadas por estados, municípios e outros atores no Brasil, declara Maria Henriqueta Andrade Raymundo, da Secretaria Executiva e formadora da ANPPEA – Articulação Nacional de Políticas Públicas de Educação Ambiental.

Prefeituras municipais, órgãos estaduais e federais, instituições de educação superior, organizações da sociedade civil, comitês de bacia, redes, coletivos educadores entre outros poderão utilizar a Plataforma MonitoraEA para cadastrar, monitorar e avaliar as políticas públicas em Educação Ambiental. Evandro Albiach Branco, pesquisador do LADIS/CCST/INPE e membro da secretaria executiva da ANPPEA comenta que, dentre as diversas funções da plataforma, espera-se que a MonitoraEA possa oferecer elementos para o desenvolvimento e a maturação de políticas públicas de EA de maneira sistemática e estruturada, considerando todas as especificidades e complexidades inerentes ao tema.” Ainda, é um dos grandes objetivos da plataforma a troca e a partilha de informações e experiências, de modo a fomentar parcerias e sinergias nos territórios”, declara.

A Plataforma foi desenvolvida pela ANPPEA, a partir de sua Secretaria Executiva que é composta pelo FunBEA – Fundo Brasileiro de Educação Ambiental, Laboratório de Educação e Política Ambiental (Oca) da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo, e pelo Laboratório de Análise e Desenvolvimento de Indicadores para a Sustentabilidade (LADIS) do Centro de Ciência do Sistema Terrestre (CCST) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

 

Serviço

Seminário de Lançamento Plataforma MonitoraEA


 
Quando: 13 de novembro de 2019

Onde: manhã: 8h às 12h30: Congresso Nacional – Plenária 2 Câmara dos Deputados (anexo 2 das Comissões)

tarde: 13h30 às 18h30 – Universidade de Brasília (UnB) – Auditório Prof. Lauro Morhy (verde) do Instituto de Química da Universidade de Brasília (UnB Instituto de Química – Brasília – DF)

Informações e dúvidas: anppeabrasil@gmail.com

Informações para a imprensa: Ana Patrícia Arantes 13 991466608/ anipaty@yahoo.com.br