Formação sobre indicadores de políticas de Educação Ambiental chega nesta terça, dia 28, na região Sudeste

Publicado em: 28/05/2019Categorias: Anppea, Educação Ambiental, Formação, Notícias0 Comentários

Abertura ocorre partir das 19 horas em Vitória (ES) no Espaço Baleia Jubarte

A Articulação Nacional de Políticas Públicas de Educação Ambiental (Anppea) realiza em Vitória, capital do Espírito Santo (ES), de 28 a 30 de maio de 2019 a versão Sudeste da oficina “Formação de formadores em monitoramento e avaliação de políticas públicas de educação ambiental de transição para sociedades sustentáveis”.

A oficina acontecerá no Instituto Baleia Jubarte, em Vitória, reunindo profissionais que atuam na formulação e execução de políticas públicas de educação ambiental na sociedade civil, nas prefeituras e nos governos das quatro unidades federativas que compõem a região Sudeste.

O público-alvo contempla educadores ambientais, gestores públicos municipais, estaduais e federais, técnicos e analistas representando as Comissões Interinstitucionais de Educação Ambiental (CIEAs), Coletivos Educadores, Coletivos Jovens, Comissões de Meio Ambiente e Qualidade de Vida (ComVidas) das escolas do ensino fundamental e médio, Salas Verdes (projeto do Ministério do Meio Ambiente – MMA), redes de educação ambiental,  unidades de conservação, comitês de bacias hidrográficas, escolas, instituições de educação superior, organizações não governamentais, movimentos sociais e setor privado, entre outros atores.

A oficina contará com 36 horas de duração, sendo 20 horas presenciais e 16 horas com atividades à distância a serem cumpridas até 26 de junho de 2019. Os participantes receberão certificado da oficina se alcançarem 100% de frequência e cumprirem as atividades à distância.

No total 120 pessoas se inscreveram e 60 foram selecionadas com representantes dos quatro Estados – São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais. “O perfil dos participantes é coerente com nosso propósito de apoiar os diversos segmentos que trabalham com educação ambiental”, explica Maria Henriqueta Andrade Raymundo, da Secretaria Executiva da Articulação Nacional de Políticas Públicas de Educação Ambiental (Anppea).

Patrícia Martim Alves, facilitadora da REPEA- Rede Paulista de Educação Ambiental estará na formação e pretende atuar com os indicadores em projetos de EA e também propor a sua utilização para analise das políticas públicas de EA no Estado de São Paulo. “ Os indicadores podem auxiliar na elaboração de  planos de ação na CIEA – Comissão Interestadual de Educação Ambiental do estado de São Paulo, da qual faço parte. O meu objetivo é entender os indicadores e como podemos coletar dados e assim poder utilizar em nosso território”, explica Patrícia.

A oficina é parte do projeto da Plataforma Brasileira de Monitoramento e Avaliação de Projetos e Políticas Públicas de Educação Ambiental (Plataforma MonitoraEA), desenvolvido pela Anppea, a partir de sua Secretaria Executiva, composta pelo FunBEA – Fundo Brasileiro de Educação Ambiental, pela Oca – Laboratório de Educação e Política Ambiental da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo, pelo Centro de Ciência do Sistema Terrestre (CCST) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA).

Os participantes serão estimulados e orientados a executar ações de monitoramento e avaliação de projetos e políticas públicas de educação ambiental, utilizando um conjunto de 27 indicadores lançados pela Anppea em dezembro último. “Na oficina realizada no Nordeste, 70% dos participantes avaliaram como excelente o conteúdo trabalhado, com a possibilidade de aplicação direta nas suas práticas de educação ambiental. A programação proporcionou diálogos e interação entre os participantes, trazendo a diversidade de políticas públicas, projetos e ações socioambientais que ocorrem na região Nordeste e explicitando a atuação e os atores dedicados à educação ambiental”, declara Maria Henriqueta Andrade Raymundo, Coordenadora da Secretaria Executiva e formadora da Anppea.

Com base nas informações compartilhadas nas cinco oficinas, que estão sendo realizadas em cada uma das regiões do país, respectivamente, a equipe da Secretaria Executiva da ANPEEA começará a mapear as Políticas Públicas de Educação Ambiental (PPEA) implementadas por estados, municípios e outros atores no Brasil. Os resultados desse mapeamento serão divulgados no seminário nacional de lançamento da Plataforma Monitora EA, previsto para ocorrer em Brasília (DF), no segundo semestre de 2019.

Segundo Semíramis Biasoli, Secretária Geral do FunBEA, “é importante destacar que os articuladores locais dão materialidade à Anppea, que busca fortalecer as políticas públicas de educação ambiental no Brasil. Já estivemos na regiões Nordeste onde houve a participação de representantes de diferentes estados e estamos com as inscrições esgotadas no Sul. Isto demonstra como a educação ambiental está fortalecida no país”.

Para a oficina Sudeste, a Anppea tem como  articulador local a Prefeitura Municipal de Vitória e parceiro Local Instituto Baleia Jubarte

Serviço

Oficina Sudeste de formação de formadores sobre monitoramento e avaliação de políticas públicas de educação ambiental

Quando: 28 a 30 de maio de 2019

Onde: Espaço Baleia Jubarte, Praça do Papa – Enseada do Suá, Vitória – ES

Informações e dúvidas: [email protected]

Informações para a imprensa: Ana Patrícia Arantes 13 991466608/[email protected]

Deixe um Comentário