FunBEA APOIA PROJETO DE COMPOSTAGEM NA COMUNIDADE DE BOIÇUCANGA, LITORAL NORTE DE SÃO PAULO

Juntos moradores e instituições iniciam no próximo sábado, dia 21 o movimento Composta Boiçucanga.

Mais da metade dos resíduos sólidos gerados no Brasil tem potencial para ser compostado.  Isso significa produzir em casa adubo e chorume de excelente qualidade para o plantio de  produtos orgânicos além de contribuir com a redução de resíduos destinados aos aterros sanitários. 

Apesar da facilidade do processo de compostagem, ele ainda não é utilizado em larga escala. Na praia de Boiçucanga, litoral norte de São Paulo, a maioria destes resíduos vai para as lixeiras públicas ou é descartado de forma inadequada, gerando sujeira nas ruas, poluição do solo, do ar, dos rios e do mar.

Pensando em dividir as experiências de compostagem com os moradores do bairro,  as instituições Húmus no Quintal e Papel do Quintal iniciam o projeto Composta Boiçucanga .

Com a realização do FunBEA – Fundo Brasileiro de Educação Ambiental e apoio do Fehidro-Fundo Estadual de Recursos Hídricos e Comitê de Bacias Hidrográficas do Litoral Norte, o projeto chega na comunidade no próximo sábado, dia 21, das 10 às 16 horas.

Durante o dia, moradores, turistas, lideranças, crianças, artistas poderão conhecer a proposta do projeto, fazer experiências engajadoras para a compostagem e participarem do documentário e do Desafio da Compostagem produzido pela  Zumbi Filmes. Uma proposta criativa que quer envolver os moradores no dia a dia com a experiência de compostar em suas casas.

O projeto acontecerá durante 12 meses com mobilização, formação e intervenção. Traz como proposta a revitalização de espaços públicos, workshop virtual e apoio a implantação de composteiras.

Semíramis Biasoli, secretária geral do FunBEA destaca a importância do Fundo em apoiar as instituições locais, comunidades e juventude para atuarem com a educação ambiental que acreditamos – crítica e emancipadora. “Queremos fortalecer as bandeiras de luta das comunidades quando financiamos com o apoio do Fehidro estas importantes ações”.

O projeto já mapeou áreas críticas onde existem acúmulos de resíduos e potenciais espaços de aprendizagens que serão os locais para multiplicar a prática da compostagem e o conhecimento produzido ao longo do projeto.

“O principal objetivo desta ação de mapeamento foi entender a realidade do território a partir da coleta e análise de dados no que diz respeito ao acúmulo e disposição inadequada de resíduos sólidos urbanos, e o potencial de comprometimento dos cursos d’água presentes no bairro. Queremos que toda a comunidade se una a esse movimento!” finaliza  Julia de Lima Krahenbuhl , da equipe do Húmus no Quintal.

 

Informações

Lançamento Projeto Composta Boiçucanga

Data: 14 de agosto das 10 às 16h00

Local: Nova Boiçucanga

Acompanhe Nossas Mídias Sociais 

Inscreva-se para Receber Nossos Informativos

2 Comments

  1. CLEONICE DAS GRACAS CHAVES SILVA 21 de julho de 2021 at 10:19 - Reply

    Bom dia!
    Sou Professora da rede municipal de ensino de Iguape e gostaria de saber como posso participar, acompanhar ou outros. Qual a faixa etária para engajamento jovem? Esse curso que fechou a inscrição dia 19/07, será disponibilizado novamente?
    Gratidão!

    • Karina Kempter 22 de julho de 2021 at 13:37 - Reply

      Obrigada pelo comentário! Enviamos uma resposta por e-mail.

Deixe um Comentário